Central de Atendimento: 19 3601-1970/ 3601-0525

Notícias

Dicas para começar uma alimentação vegetariana

A alimentação saudável e sem carne está cada dia mais comum entre os brasileiros. Se você pensa em se tornar adepto dessa alimentação e não sabe como começar, hoje vamos te dar algumas dicas que te ajudarão a deixar a carne de lado.

1. Comece pela despensa! Abuse da compra de lentilha, grão de bico e feijões do tipo cannelini, manteiga e preto. Não deixe os carboidratos de fora, trigo bulgur, quinoa, cevada de pérola ou o conhecido arroz arbóreo, integral e o selvagem que são ótimas opções.

2. Visite restaurante vegetarianos, pois além de experimentar comidas vegetarianas e educar seu estômago e olhos, você pode se inspirar para cozinhar pratos em casa. Criatividade é tudo!

3. Não deixe de ter boas facas, processador de alimentos e panela de pressão. Esses utensílios te ajudarão no preparo correto dos pratos.

4. Procure receitas em livros, internet e programas televisivos. Isso te ajudará a entender todos os alimentos.

5. Aprenda a fazer diversas receitas que tenham leguminosas como ingrediente base: feijão, lentilha, grão de bico e ervilha.

6. Estude os alimentos e fique expert nos nutrientes e combinações.

7. Deixe comidas veganas prontas para comer na hora da fome. Assim, quando estiver com preguiça de cozinhar você já tem alimentos preparados para o consumo.

8. Seja criativo e ouse nos pratos, assim você vai cozinhar com prazer.

9. Não deixe para cozinhar em todas as alimentações. Faça a mais e congele. Isso facilita no dia a dia.

10. Tenha tofu sempre. Caso apareça aquela vontade de comer carne, ele substitui a proteína certeiramente.

11. Deslizou? Não se martirize. A dedicação é importante e demanda tempo. Mas não seja tão rígido, ser vegetariano é um processo gradual.

 

Fonte: Assessoria Alcalá
Foto: Freepik

 

Solicite um representante Alcalá e garanta as melhores soluções para a sua cozinha profissional:
(19) 3601.1970 | (19) 3601.0525.

Cozinha em forma de cuidado

 

Cozinhar pode ser uma terapia efetiva e barata para o dia a dia. Reduz o estresse e traz inúmeros benefícios para quem pratica essa atividade tão simples e comum. Assar um bolo, fazer um pão caseiro, bolachas, enfim, qualquer que seja, quando é feita para outras pessoas traz inúmeros benefícios psicológicos para quem cozinha e para quem recebe o prato.

Segundo a professora de ciências psicológicas e cerebrais da Boston University, Donna Pincus, assar bolos é uma forma de vazar a criatividade. “Há muita literatura científica que confirma a ligação entre expressão criativa e bem-estar geral. Quer seja pintura, fazer música ou preparar um bolo, as pessoas reduzem seu estresse quando têm alguma forma de dar vazão à sua criatividade”.

Cozinhar alimentos para outra pessoa também é uma forma de transmitir sentimentos a ela. Por exemplo, quando um ente querido falece, levar um prato de alimento é uma demonstração de condolências e carinho. Esse carinho vai desde a escolha do alimento, da preparação do prato até a entrega.

Cozinhar também pode ser considerada uma forma de meditação e concentração. Esse ato ajuda na redução do estresse e a suavizar pensamentos negativos no dia a dia.

 

Fonte: Assessoria Alcalá
Foto: HuffPost Brasil

 

Solicite um representante Alcalá e garanta as melhores soluções para a sua cozinha profissional:
(19) 3601.1970 | (19) 3601.0525.

Pratique hábitos culinários saudáveis

Na correria do dia a dia e até mesmo por costumes e receitas passados na família, acabamos não nos atentando tanto aos nossos hábitos culinários. Com o passar dos anos, é possível ver uma grande mudança entre as pessoas, buscando hábitos saudáveis e a prática de exercícios físicos.

Uma forma de facilitar a nova forma de alimentação é planejar o cardápio semanal, fazer uma lista de compras bem elaborada, assim você evita o desperdício de alimento e economiza.

Com pequenas mudanças você pode tornar suas refeições muito mais saborosas e saudáveis. Confira algumas dicas:

1. Escolha temperos naturais como cebolinha, alho poró, salsa, salsinha, tomilho, louro e até curry. Temperos prontos contém sódio em excesso, prejudicando a saúde.

2. No preparo dos alimentos utilize pouco óleo. Caso for utilizar, prefira o de soja. Já na finalização, utilize azeite ou óleo de canola.

3. Leite, queijo e derivados possuem muita gordura sem nenhum valor nutricional. Substitua o integral para versões desnatadas e semidesnatadas.

4. Talos de legumes possuem vitaminas, minerais e fibras. Não jogue fora na hora de cozinhar: limpe, pique e refogue com temperos naturais.

5. Arroz não precisa de óleo em seu preparo e nem de temperos prontos. Abuse de alho, cebola e água fervendo, que fará o trabalho do óleo.

6. Cozinhe feijão com legumes como abóbora ou beterraba. Eles desmancham no cozimento e deixa o feijão ainda mais nutritivo e gostoso.

7. Feche a panela quando for cozinhar legumes. O vapor vai ficar na panela e as vitaminas permanecem na água do cozimento. Reutilize a água em outros pratos como molhos, sopas, feijão e arroz.

8. Almôndegas e hambúrgueres caseiros são mais saudáveis e deliciosos. Para dar liga, utilize aveia em flocos no lugar da farinha de trigo.

9. Molho de tomate caseiro é de dar água na boca. Utilize tomates bem maduros, refogados no alho, cebola e o que mais desejar para dar um gosto a mais. Você pode inserir cenoura para diminuir a acidez. Após cozido, bata no liquidificar e está pronto.

10. Tem bebida mais gostosa do que sucos naturais? Utilize as frutas da estação, com isso você diminui o açúcar e encontrará opções mais baratas e gostosas.

 

Fonte: Assessoria Alcalá
Foto/Crédito: Freepik

 

Solicite um representante Alcalá e garanta as melhores soluções para a sua cozinha profissional:
(19) 3601.1970 | (19) 3601.0525.

Flores na culinária

As flores na culinária podem ir muito além de apenas utilizar couve-flor e brócolis.

Cada dia está mais comum vermos flores, que são utilizadas normalmente com fins ornamentais, finalizando os mais variados pratos.

Os sabores de cada flor são únicos e podem ser harmonizados com diferentes pratos, desde doces, saladas e até mesmo frituras.

Flores já vêm sendo muito utilizadas para a decoração de pratos, mas em algumas culturas já é comum comê-las. Como por exemplo, as calêndulas, capuchInha e amor perfeito são ideais para saladas devido a seu leve sabor picante. Já as rosas e violetas possuem sabores mais doces, sendo muito encontradas em sobremesas.

Mas não basta colher flores em jardins e experimentar nos seus pratos, tome muito cuidado com as que podem fazer mal ao seu organismo e utilize apenas as cultivadas para a culinária, ou seja, sem agrotóxicos e longe de contaminações.

 

Fonte: Assessoria Alcalá
Foto/Crédito: Freepik

 

Solicite um representante Alcalá e garanta as melhores soluções para a sua cozinha profissional:
(19) 3601.1970 | (19) 3601.0525.